De que forma a Estratégia do Oceano Azul fundamentalmente se difere da Estratégia do Oceano Vermelho?

Kim e Mauborgne: Para sustentar a si mesmos no mercado, os estrategistas do Oceano Vermelho concentram-se em criar vantagens sobre a concorrência, geralmente avaliando o que os concorrentes fazem e lutando para fazer melhor. Aqui, agarrar uma fatia maior de um mercado finito é visto como um jogo de soma zero, onde o ganho de uma empresa é obtido através da perda de outra empresa. Eles concentram-se em dividir o Oceano Vermelho, onde o crescimento é cada vez mais limitado. Este pensamento estratégico faz com que as empresas dividam as indústrias em segmentos atraentes e não atraentes para tomar a decisão de entrar ou não no mercado.

Os estrategistas do Oceano Azul reconhecem que os limites do mercado existem somente na cabeça dos gestores, e eles não deixam que as estruturas de mercados existentes limitem seus pensamentos. Para eles, a demanda extra está lá fora, em grande parte inexplorada. O 'X' da questão é como criá-la. Isso, por sua vez, requer uma mudança de atenção de fornecimento para demanda, de um foco na concorrência para um foco na criação de valor inovador a fim de obter novas demandas. Isso é alcançado através da busca simultânea de diferenciação e baixo custo.

Sob a Estratégia do Oceano Azul, há uma indústria escassamente atraente ou não atraente porque o nível de atratividade da indústria pode mudar através dos esforços conscientes das empresas. À medida que a estrutura de mercado é alterada rompendo o equilíbrio de valor/custo, o mesmo acontece com as regras do jogo. Portanto, a concorrência no jogo antigo torna-se irrelevante. Novas riquezas são criadas ao expandir o lado de demanda da economia. Tal estratégia, portanto, permite que as empresas desempenhem, em grande parte, um jogo de soma zero inverso, mas com possibilidades de altas recompensas.

Estratégia do Oceano Vermelho vs. Oceano Azul

We use cookies to ensure you get the best experience on our website and continuing implies your consent - Read our full cookie policy Okay, don’t show me again