JCDecaux

A JCDecaux, uma empresa que fornece espaços publicitários externos na França, criou um Oceano Azul na indústria de publicidade. Ela usou insights de não clientes para desafiar os pressupostos implícitos da indústria e puxou a grande massa de não clientes para o seu mercado.

Antes da JCDecaux criar um novo conceito em publicidade externa chamado de "mobiliário urbano", a indústria de publicidade externa incluía outdoors e propagandas no transporte público. A publicidade externa não era um meio de campanha popular para muitas empresas, pois ela era vista somente como uma forma transitória.

Principalmente para empresas menos conhecidas, essa mídia de publicidade era ineficiente porque ela não conseguia transmitir as mensagens abrangentes necessárias para introduzir novos nomes e produtos. Sendo assim, muitas empresas se recusavam a usar tal publicidade externa de baixo valor agregado. Elas estavam recusando não clientes.

A JCDecaux percebeu que a falta de locais fixos no centro da cidade era o principal motivo pelo qual a indústria permanecia impopular e pequena. Em busca de uma solução, a JCDecaux descobriu que os municípios podiam oferecer locais fixos no centro da cidade, como pontos de ônibus, onde as pessoas tendem a aguardar alguns minutos e, portanto, tinham tempo para ler e ser influenciadas pelas propagandas. A JCDecaux raciocinou que, se ela pudesse garantir esses locais para o uso de publicidade externa, poderia ter um alcance além da demanda existente e converter não clientes em clientes.

Isso deu a ideia de fornecer mobiliários urbanos, incluindo manutenção e conservação, de forma gratuita para os municípios. Desde que as receitas geradas com a venda de espaços publicitários excedessem os custos de fornecer e manter o mobiliário com uma margem de lucro atraente, a empresa estaria no rumo certo para um crescimento rentável e forte. Nesse sentido, o mobiliário urbano foi criado para integrar os painéis de publicidade. Desta forma, a JCDecaux criou uma revolução no valor para não clientes, municípios e para si mesma.

A iniciativa estratégica de Oceano Azul da JCDecaux eliminou os custos tradicionais das cidades associados ao mobiliário urbano. Em troca de produtos e serviços gratuitos, a JCDecaux ganhou o direito exclusivo de exibir anúncios no mobiliário urbano localizado nas áreas centrais. Ao disponibilizar anúncios no centro das cidades, a empresa aumentou significativamente o tempo de exposição médio, melhorando a capacidade de recordação deste meio de publicidade. O aumento no tempo de exposição também possibilitou conteúdos mais ricos e mensagens mais complexas.

Em resposta à oferta de valor excepcional da JCDecaux, a massa de não clientes logo se tornou adepta da indústria. Hoje em dia, cinquenta anos depois, a JCDecaux permanece sendo a líder global no espaço de mercado de publicidade em mobiliário urbano que ela mesma criou. A empresa agora tem quase quinhentos mil painéis de publicidade em mobiliários urbanos de 1.800 cidades em 48 países ao redor do mundo.

O estudo de caso da JCDecaux mostra que muitas vezes precisamos de não clientes, em vez de clientes, para jogar uma luz sobre pressupostos implícitos de uma indústria que pode ser desafiada e reescrita para criar um salto no valor de novos espaços de mercado.

Iniciativas Estratégicas dos Oceanos Azuis

Blue ocean strategy is based on over decade-long study of more than 150 strategic moves spanning more than 30 industries over 100 years. The research of W. Chan Kim and Renée Mauborgne focused on discovering the common factors that lead to the creation of blue oceans and the key differences that separate those winners from the mere survivors and those adrift in the red ocean.The database and research have continued to expand and grow over the last ten years since the first edition of the book was published and the strategic moves we studied depict similar patterns, whether blue oceans were created in for-profit industries, non-profit organizations, or the public sector.

Temos alguns exemplos de iniciativas estratégicas de Oceano Azul em várias organizações e setores diferentes. Selecione os ícones abaixo para saber mais.

Estudo de Caso da Bloomberg Financial News
Estudo de Caso da Estratégia do Oceano Azul da Canon
Estudo de Caso da Estratégia do Oceano Azul da Cemex
Estudo de Caso da Estratégia do Oceano Azul do Cirque du Soleil
Estudo de Caso da Estratégia do Oceano Azul da Curves
Estudo de Caso da Estratégia do Oceano Azul do Modelo T da Ford
Estudo de Caso da Estratégia do Oceano Azul do iTunes
Estudo de Caso da Estratégia do Oceano Azul da JCDeaux
Estudo de Caso da Estratégia do Oceano Azul da NetJets
Estudo de Caso da Estratégia do Oceano Azul da Novo Nordisk
Estudo de Caso da Estratégia do Oceano Azul do Departamento de Polícia de Nova York
Estudo de Caso da Estratégia do Oceano Azul do Peirce College
Estudo de Caso da Estratégia do Oceano Azul da Philips
Estudo de Caso da Estratégia do Oceano Azul da QBHouse
Estudo de Caso da Estratégia do Oceano Azul da Quicken
Estudo de Caso da Estratégia do Oceano Azul da Polo Ralph Lauren
Estudo de Caso da Estratégia do Oceano Azul do Viagra
We use cookies to ensure you get the best experience on our website and continuing implies your consent - Read our full cookie policy Okay, don’t show me again