Bloomberg

Em pouco mais de uma década, a provedora americana de informações financeiras Bloomberg tornou-se uma das maiores e mais rentáveis provedoras de informações corporativas no mundo. Desafiando o conhecimento convencional da indústria sobre qual grupo de compradores deve ser segmentado, a Bloomberg criou um oceano azul na indústria de serviços de informações financeiras.

Até a inauguração da Bloomberg no começo da década de 80, a Reuters, a Dow Jones e a Telerate dominavam a indústria de informações financeiras on-line, oferecendo notícias e preços em tempo real para a comunidade de corretores e investidores. A indústria se concentrava em compradores —gerentes de TI— que valorizavam os sistemas padronizados, que facilitavam em muito suas vidas.

A Bloomberg observou que eram os negociantes e os analistas que ganhavam ou perdiam milhões de dólares para seus empregadores todos os dias, e não os gerentes de TI. As oportunidades de lucros vêm de disparidades nas informações. Quando os mercados estão ativos, os negociantes e analistas precisam tomar decisões rápidas. Cada segundo é importante.

Sendo assim, a Bloomberg criou um sistema especificamente para oferecer aos negociantes um salto em valor: terminais fáceis de usar e teclados identificados com termos financeiros familiares. Os sistemas também possuem dois monitores do tipo painel para que os negociantes possam visualizar todas as informações de que precisam de uma só vez, bem como recursos analíticos integrados com o pressionar de um botão.

Ao se concentrar nos usuários, a Bloomberg foi capaz de criar um Oceano Azul de crescimento constante e rentável. Com a mudança no foco, a Bloomberg também conseguiu ver o paradoxo da vida pessoal de negociantes e analistas. Eles têm uma renda enorme, mas trabalham tantas horas que acabam não tendo tempo para gastá-la. Percebendo que os mercados apresentam momentos lentos durante o dia, quando há poucas negociações, a Bloomberg decidiu adicionar informações e serviços de compras destinados a melhorar a vida pessoal dos negociantes. Muitos antes desses serviços serem oferecidos pela Internet, os negociantes já usavam os serviços on-line da Bloomberg para comprar diversos artigos, como flores, roupas e joias; fazer reservas de viagens; obter informações sobre vinhos; ou fazer pesquisas em classificados de imóveis.

Ao ampliar seu foco de compradores para usuários, a Bloomberg criou uma curva de valor que era radicalmente diferente de qualquer outra coisa que a indústria já tinha visto. Os negociantes e analistas exerciam o poder dentro das empresas para forçar os gerentes de TI a comprar terminais da Bloomberg. Este é um exemplo da fronteira três do modelo de seis fronteiras da Estratégia do Oceano Azul, a qual sugere que as empresas podem obter novos insights sobre a descoberta de Oceanos Azuis analisando a cadeia de compradores em uma determinada organização e mudando o foco para um conjunto de compradores anteriormente negligenciado.

Iniciativas Estratégicas dos Oceanos Azuis

Blue ocean strategy is based on over decade-long study of more than 150 strategic moves spanning more than 30 industries over 100 years. The research of W. Chan Kim and Renée Mauborgne focused on discovering the common factors that lead to the creation of blue oceans and the key differences that separate those winners from the mere survivors and those adrift in the red ocean.The database and research have continued to expand and grow over the last ten years since the first edition of the book was published and the strategic moves we studied depict similar patterns, whether blue oceans were created in for-profit industries, non-profit organizations, or the public sector.

Temos alguns exemplos de iniciativas estratégicas de Oceano Azul em várias organizações e setores diferentes. Selecione os ícones abaixo para saber mais.

Estudo de Caso da Bloomberg Financial News
Estudo de Caso da Estratégia do Oceano Azul da Canon
Estudo de Caso da Estratégia do Oceano Azul da Cemex
Estudo de Caso da Estratégia do Oceano Azul do Cirque du Soleil
Estudo de Caso da Estratégia do Oceano Azul da Curves
Estudo de Caso da Estratégia do Oceano Azul do Modelo T da Ford
Estudo de Caso da Estratégia do Oceano Azul do iTunes
Estudo de Caso da Estratégia do Oceano Azul da JCDeaux
Estudo de Caso da Estratégia do Oceano Azul da NetJets
Estudo de Caso da Estratégia do Oceano Azul da Novo Nordisk
Estudo de Caso da Estratégia do Oceano Azul do Departamento de Polícia de Nova York
Estudo de Caso da Estratégia do Oceano Azul do Peirce College
Estudo de Caso da Estratégia do Oceano Azul da Philips
Estudo de Caso da Estratégia do Oceano Azul da QBHouse
Estudo de Caso da Estratégia do Oceano Azul da Quicken
Estudo de Caso da Estratégia do Oceano Azul da Polo Ralph Lauren
Estudo de Caso da Estratégia do Oceano Azul do Viagra
We use cookies to ensure you get the best experience on our website and continuing implies your consent - Read our full cookie policy Okay, don’t show me again